Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GAMER AÇORIANO

Sou um fanático, amante da indústria dos videojogos desde criança e um fã incondicional do exclusivo Xbox, Halo.

Jogos Incentivam à Pratica do Crime.

17.06.07 | Nelson Roque
Quem visita o Luso PlayStation deparou-se com uma notícia polémica. É um tema em que não quis deixar de discutir aqui no 360º. Mas o que me fez abordar este tema não é só o facto da notícia publicada pelo Tiago Lopes. Este tipo de esquema não é só usado pelo bispo (vejam a noticia). Um senhor, que há dias enviou um e-mail a Bill Gates para pedir que parasse a produção de Grant Thef Auto. Esse senhor, também “aponta” o dedo á RockStar por estar a criar jogo com conteúdo inapropriado para os jovens. Tais como violência. Muitas vezes, títulos são proibidos de serem comercializados devido a este tipo de esquemas.

 

O RockStar já é protestado por este tipo de situações deste o lançamento do GTA, não esquecendo o Manhunt que faz parte da lista. A teoria deste senhor: diz que este tipo de jogos (GTA) incentiva os jovens a praticar o crime, como o demonstra o jogo, “brincar” com armas de fogo, esfaquear, como acontece no jogo.

 

 
 

 

 
 
Mas veremos as palavras de um jogador, apropriado, ao que joga:
 
- Isto de incentivar os jovens a praticar o crime, tem muito que se diga. Não vejo em que parte isto define-se, de entusiasmar a juventude em fazer o mal! Discordo plenamente, jogar, é um entretimento em que os jovens estão ali e não a praticar o crime. Agora se estão incentivados para a prática do crime, isto tem a ver é com a educação e com o ambiente em casa. Um miúdo que passa a vida a ver o pai a discutir, automaticamente irá fazer as mesmas acções, estou insinuar o termo “discussão”, não quero dizer que seja só uma discussão, também temos: a violência, verbal e física em casa, uma das grandes culpadas. Quanto aos jogos, temos é de ver o conteúdo sexual que aparenta no jogo, quanto ao tráfego das drogas, armas ou crimes que aparecem nos jogos isso está bem fixado que se passa tudo num mundo de fantasia, e que não estão a ver nada de real. Mas como disse: devemos ver os conteúdos sexuais porque os jogos estão mais evoluídos e os gráficos já estão com uma realidade enorme. Uma criança a ver pornografia virtual pode, assim mesmo, ter problemas psicológicos.
 

 

Imaginem a foto ao lado com estes gráficos!Imaginem esta foto com os gráficos da foto ao lado!

 
Há que lembrar que os jogos têm uma classificação etária, e que a maioria dos pais nem sequer olha para a tal classificação. Ainda nem falei dos jogadores, uns nem sabem o que é que representa aquele número.
 
A Associação Psicológica Americana(American Psychological Association) fez uma investigação, o que concluiu é que os jogos induzem pensamentos e comportamentos violentos nos jovens.
 
Mas esperem, ainda não chegamos ao melhor disto:
Já outro estudo, feito por um professor da Universidade do Illinois defende exactamente o contrário.
- Em que é que ficamos? -
 
Bons, vocês darão a vossa razão. Espero que gostem do post, fiquem bem e esclareçam a vossa opinião.
 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Nelson Roque

    18.06.07

    Bom, na minha opinião, eles deviam jogar um pouco para depois ver mesmo do que estão a falar.
  • Sem imagem de perfil

    Eddy Júnior

    19.06.07

    hahahahahaha...olha, se calhar tens razão, só jogando é que perceberão o tamanho das asneiras que têm dito...Se fosse como eles dizem, então haveria uma carrada de "Gamekillers"...morria muita gente vítima dos gamers...lol...
  • Sem imagem de perfil

    luis Ramos

    15.09.07

    quanto a conteúdos sexuais, classifiquem á vontade, mas violência? Meter o traseiro de um gato vadio no cano de uma espingarda e disparála com o gato ainda vivo é violento, mas eu não me tornei num serial Killer ao jogar isso!!!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.